Buscar
  • M. Marinho

Vive, mas passa mal

Atualizado: 7 de Jan de 2020

Democracia é um processo de escolhas políticas onde os cidadãos são chamados a participar. Pode ser uma forma de membros indistintos da sociedade ocuparem alguma posição de destaque e poder dentro das esferas executivas e legislativas que regem a coletividade, mas não necessariamente.


Ainda que algum romatismo idealista, ou só desconhecimento mesmo, matenha algumas pessoas presas à crença de que na democracia todos podem ocupar o espaço de poder, de que todas as opiniões são consideradas e que todos partilham dos mesmos direitos e deveres, o que se tem como regra (ainda que tácita) é que a única coisa em que realmente somos iguais é no inexorável impacto que sofremos das decisões e da intensidade do engajamento que adotamos no tipo de democracia em que vivemos.


O Brasil vive uma democracia em estágio inicial de maturação. Excluindo-se alguns períodos intermitentes, são pouco mais de 30 anos em que estamos burilando nossos processos políticos com algum nível de participação popular direta após décadas de ditadura. Nesse período também fomos tomados por inovações tecnológicas que transformaram nossa forma de viver, interagir, aprender e nos informar. Sendo que em muitos casos há quem se tranque em espaços de desinformação a fim de não arriscar seus dogmas.


Não posso deixar de citar que ainda há milhares de pessoas que são totalmente alijadas do seu direito de participar de algum tipo de ação política por terem sido relegadas à exclusão social, à pobreza extrema e à falta do mínimo de educação, elementos que impossibilitam qualquer tipo de atividade política a não ser a sobrevivência como afronta aos que lhes ignoram e excluem.


Mas esse não é o seu caso, não é o caso de quem está lendo este texto em uma mídia jornalística ou numa reprodução digital na web. Você teve, e tem, acesso a meios de participação política, tem capacidade de se fazer ouvir, de influenciar seus círculos sociais, de questionar quem ocupa cargos políticos pressionado-os de alguma forma quando seus interesses são ameaçados.


Então, só para que você se lembre, neste ano há eleições municipais. Essas eleições têm papel importante no tipo de democracia que pretendemos para os próximos anos. Sua ação, seja qual for, impactará nisso. Desta forma, quero finalizar te sinalizando que nossa Democracia ainda vive, mas passa mal.


Marcos Marinho é consultor político e professor.

(Artigo publicado originalmente no jornal O Popular em 01/01/2020 - https://www.opopular.com.br/noticias/opiniao/opini%C3%A3o-1.146391/vive-mas-passa-mal-1.1963883 )



9 visualizações0 comentário
  • Linkedin
  • Black Facebook Icon
  • Black Instagram Icon
  • Black YouTube Icon

© 2019 Todos os direitos reservados a Marcos Marinho