Buscar
  • M. Marinho

Política e idolatria

Existe uma radicalização que mistura política com religião no Brasil de Bolsonaro. Essa mistura não é positiva nem para o viés político e nem para o religioso.


Os políticos são pessoas comuns, não mitos ou santos, e jamais dignos ou merecedores de adoração.


Se alguém não aceita críticas ao seu político, no fundo essa pessoa não se importa com o coletivo, com a sociedade, se importa apenas com sua necessidade de ter um alvo de adoração.


E esse não é, definitivamente, o espaço da política.


11 visualizações0 comentário
  • Linkedin
  • Black Facebook Icon
  • Black Instagram Icon
  • Black YouTube Icon

© 2019 Todos os direitos reservados a Marcos Marinho